Resumo do livro A Crise do Mundo Moderno de René Guénon

Introdução

O livro “A Crise do Mundo Moderno” é uma obra do filósofo francês René Guénon, publicada em 1927. Nesta obra, Guénon apresenta uma crítica profunda à sociedade moderna, argumentando que ela está em crise devido à perda de valores espirituais e à adesão a uma visão de mundo materialista e racionalista.

Guénon defende que a modernidade é caracterizada por uma desintegração da ordem tradicional e pela perda da conexão com a realidade metafísica. Ele argumenta que isso levou a uma crise de valores e à perda de sentido na vida humana.

A Crítica à Modernidade

Guénon critica a modernidade por sua adesão ao racionalismo e ao materialismo, que ele considera como uma forma de “desintegração” da realidade. Ele argumenta que a ciência moderna, ao se concentrar apenas na observação do mundo físico, perdeu de vista a dimensão espiritual e metafísica da realidade.

Além disso, Guénon critica a ideia de progresso, que ele considera como uma ilusão. Ele argumenta que o progresso material não é sinônimo de progresso espiritual e que, na verdade, a modernidade está se afastando cada vez mais da verdadeira sabedoria.

A Perda da Tradição

Guénon defende que a modernidade é caracterizada pela perda da conexão com a tradição espiritual e cultural. Ele argumenta que as sociedades tradicionais tinham uma visão de mundo mais completa e mais profunda, que incluía a dimensão espiritual e metafísica.

Ele critica a ideia de que a modernidade é uma forma de “progresso” em relação às sociedades tradicionais, argumentando que, na verdade, a modernidade é uma forma de “regressão” espiritual.

A Sequência de Eventos

O livro “A Crise do Mundo Moderno” pode ser dividido em três partes principais. A primeira parte apresenta a crítica à modernidade e à perda de valores espirituais. A segunda parte desenvolve a ideia de que a modernidade é caracterizada pela perda da conexão com a tradição espiritual e cultural.

A terceira parte do livro apresenta uma visão mais geral da crise do mundo moderno, argumentando que a solução para essa crise está em uma volta à tradição espiritual e à sabedoria metafísica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *