Resumo do livro Morte na Usp de Ada Pellegrini

Introdução

O livro “Morte na Usp” é uma obra escrita por Ada Pellegrini, renomada jurista brasileira, que aborda um caso de homicídio ocorrido na Universidade de São Paulo (USP). A história se passa na década de 1970 e traz à tona não apenas o mistério em torno do assassinato, mas também questões relacionadas à sociedade e à universidade na época.

Contexto histórico

A década de 1970 foi marcada por um período de intensa efervescência política e social no Brasil. O país vivia sob uma ditadura militar, o que influenciava diretamente a vida na universidade. A USP, como uma das principais instituições de ensino do país, não estava imune a esse contexto, e o livro retrata de forma realista as tensões e conflitos vividos pelos estudantes e professores na época.

O caso de homicídio

O livro narra o assassinato de um estudante na USP, cujo corpo é encontrado em circunstâncias misteriosas. A partir desse ponto, a trama se desenrola com a investigação do crime, revelando segredos e suspeitos dentro do ambiente acadêmico. Ada Pellegrini, com sua experiência jurídica, conduz o leitor por uma análise minuciosa dos fatos, apresentando pistas e evidências que levam à solução do caso.

Personagens principais

Entre os personagens principais do livro, destacam-se:

  • Carolina: uma estudante de direito que se envolve na investigação do crime;
  • Professor Antônio: um docente renomado da USP, que desperta suspeitas;
  • Detetive Silva: responsável pela investigação policial do caso;
  • Estudantes e professores: representam a diversidade de pensamentos e ideologias presentes na USP na época.

Reflexões sobre a sociedade e a universidade

Além do mistério em torno do homicídio, o livro também traz reflexões sobre a sociedade e a universidade brasileira na década de 1970. Ada Pellegrini aborda temas como a repressão política, a liberdade de expressão, o papel da universidade na formação dos jovens e a busca pela verdade em meio a um ambiente conturbado.

Conclusão

“Morte na Usp” é uma obra que mescla suspense, investigação e crítica social, proporcionando ao leitor uma imersão na realidade da época. Ada Pellegrini, com sua habilidade narrativa e conhecimento jurídico, conduz o leitor por uma trama envolvente e instigante, revelando não apenas a solução do caso, mas também as complexidades da sociedade e da universidade brasileira na década de 1970.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *