Resumo do livro Os Exilados da Capela de Edgard Armond

Sinopse

“Os Exilados da Capela” é um livro do autor brasileiro Edgard Armond que aborda a história de um grupo de jesuítas no século XVIII, forçados a deixar a Capela do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, no Maranhão, após a expulsão dos jesuítas do Brasil em 1759.

O livro narra as dificuldades e desafios enfrentados por esses jesuítas durante o exílio, além de abordar temas como a fé, a amizade, a liderança e a resistência diante das adversidades. A trama se passa em Roma, onde os exilados encontram um ambiente cultural e religioso diferente do que estavam acostumados, o que gera conflitos e questionamentos internos.

Personagens Principais

O protagonista do livro é o padre Gabriel Malagrida, um jesuíta italiano que assume a liderança do grupo de exilados e se torna um guia e conselheiro para eles. Outros personagens importantes incluem o padre Antônio Vieira, que já havia sido exilado anteriormente e serve de inspiração para os demais; o padre José de Anchieta Júnior, sobrinho do famoso santo e missionário; e o padre Manuel da Silva, um português que luta para se adaptar à nova realidade.

Sequência de Eventos

A história começa com a chegada dos jesuítas à Roma, onde são recebidos por outros exilados e tentam se adaptar à nova vida. Eles encontram dificuldades em se integrar à sociedade romana e passam a se reunir em torno da figura do padre Malagrida, que os orienta e consola.

Ao longo do livro, os personagens enfrentam desafios como a falta de recursos, a burocracia da Cúria Romana e as diferenças culturais e linguísticas. Além disso, o padre Malagrida é acusado de heresia e enfrenta um processo que o leva à prisão e, posteriormente, à morte. O livro termina com a dissolução da Companhia de Jesus em 1773 e a dispersão dos jesuítas sobreviventes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *